ARTIGOS

Gestão Educacional

Panorama geral sobre a evasão de alunos no país

Matheus Amaral.png

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), por meio do Censo da Educação Superior 2020, divulgou um panorama importante acerca da evolução da taxa de permanência dos alunos em instituições superiores ao longo dos anos.

Em 2020, quase 3,8 milhões de alunos ingressaram em cursos de graduação. Desse total, 86% em instituições privadas.

Segundo os dados divulgados sobre a trajetória dos ingressantes em cursos de graduação de 2011 a 2020, a taxa de desistência (quando o aluno desiste do seu curso de ingresso através da desvinculação do curso ou por transferência) tem crescido de forma substancial ao longo dos anos, ao passo que a taxa de permanência diminuído.

hn30-5-22.png

Diante disso, podemos concluir que…

  • Quando o objetivo é diminuir a evasão, faz-se necessário a identificação prévia dos alunos com o perfil de possíveis evasores. Ou seja, a atuação da instituição deve ser preventiva e não corretiva.

  • Sendo assim, a instituição de ensino deve focar na elaboração de processos consistentes de Gestão da Permanência.


Gestão da Permanência: conheça os indicadores preventivos

Em resumo, a Gestão da Permanência consiste no conjunto de ações práticas que visam a manutenção do aluno na instituição de ensino, trabalhadas de forma preditiva com o objetivo de identificar o mais cedo possível o aluno predisposto a evadir.

Essa identificação prévia ocorre através do acompanhamento de alguns indicadores preventivos. Conheça-os:

hn30-5-22a.png
  • Inadimplência

A inadimplência de alunos é um dos principais problemas enfrentados pelas instituições de ensino. Por isso, esse indicador precisa ser monitorado de perto, dentro do processo de Gestão da Permanência.

  • Frequência

Outro indicador que deve ser constantemente analisado é a frequência. Assim como na inadimplência, quanto maior for o número de faltas, mais preocupante a situação se torna e mais propício a evadir aquele estudante demonstra estar.

  • Desempenho Acadêmico

Uma das situações que mais desmotivam o aluno, sem dúvidas, é o baixo rendimento acadêmico. Quando as notas baixas se tornam frequentes e essa situação começa a impactar, fortemente, o rendimento acadêmico dos alunos, é preciso “ligar o sinal de alerta”. Por isso, outro indicador capaz de ajudar a identificar possíveis evasões é o de desempenho acadêmico.

  • Comportamento

O comportamento do aluno também é um importante indicador, isso porque ele pode dizer muito sobre a sua possível saída. Por isso, realizar uma observação estratégica pode resultar em possíveis alunos interessados em evadir. Além de ajudar a sua instituição de ensino a entender quais são os principais comportamentos de potenciais evasores.

  • Satisfação

Quando nos referimos à satisfação do aluno, estamos falando da percepção do todo.

Esses aspectos percebidos e valorizados englobam o relacionamento com o aluno, desde o porteiro ao reitor. Por isso, para estruturar esse indicador, é fundamental que o aluno avalie todos os aspectos da sua instituição.

 

3 maneiras consistentes de utilizar o Marketing para reverter uma possível evasão

1) Prevenindo a evasão

Como vimos, ao identificar possíveis alunos por meio dos indicadores preventivos se torna muito mais factível reverter a evasão. Em resumo, através desta análise, sua instituição pode:

  • Diminuir sua taxa de evasão;

  • Reduzir a inadimplência;

  • Aumentar o tempo de permanência dos seus alunos.


Analisou os indicadores? Então agora está na hora de agir!

  • Envie mensagens personalizadas de acordo com sua regra de cobrança;

  • Elabore listas que priorizem os contatos de retenção a serem realizados de acordo com os alunos de maior valor com perfil de evasão.

    Dessa forma, após identificar os motivos da provável evasão, encaminhe para o profissional recomendado. Coordenadores, Programa de Acompanhamento Psicológico/ Psicopedagógico, Negociação Financeira são alguns exemplos.

2) Garantindo a satisfação do aluno 😊

Ao trabalhar a satisfação, será possível:

  • Aumentar a percepção de valor dos seus alunos;

  • Criar a percepção de cuidado e atenção;

  • Aumentar o índice de indicação de novos alunos;

  • Antecipar a renovação de matrícula.

Mas como fazer isso na prática?

  • Envie campanhas de e-mail e SMS para seus alunos de forma segmentada para mantê-los informados;

  • Desenvolva pesquisas de satisfação dinâmicas a cada experiência do aluno com a instituição e tenha um índice de satisfação por aluno;

  • Centralize as atividades de relacionamento com o aluno em uma visão unificada.

3) Traçando ações inteligentes voltadas para a Educação Continuada 🚀

Por fim, a instituição de ensino deve colocar em prática ações que direcionam seus alunos para a educação continuada. Essa, por sua vez, tem o objetivo de aumentar o seu ticket médio e complementar sua formação.

Por isso, é importante que a instituição:

  • Envie ofertas por e-mail e SMS automaticamente para alunos qualificados por curso, período e notas;

  • Realize campanhas de qualificação segmentada na sua base de alunos;

  • Enviar campanhas de e-mail e SMS direcionadas para seus egressos segmentados e controlar (e até mesmo bonificar) as indicações entre alunos.

Conclusão

Trabalhar a Gestão da Permanência é preocupar-se em garantir o sucesso do estudante. Isso se torna possível através de ações que o apoie durante todas as etapas da Jornada de Compra Educacional em sua instituição de ensino.

Conclui-se, então, que proporcionar esse sucesso ao estudante está diretamente relacionado com a busca pelo bom desempenho da sua instituição também. Dessa forma, trabalhar os indicadores preventivos da evasão é fundamental para atuar contra a saída de alunos. Ou seja, contribuir para melhores níveis de permanência deles.

Sucesso! 🚀

Matheus Amaral é CPO da Rubeus, com mais de 9 anos de experiencia no mercado educacional. Ele será palestrante no EDUMKT: Estratégias de Sucesso para Captação e Permanência de Alunos que será realizado nos dias 01 e 02 de junho. Inscreva-se!