ARTIGOS

Marketing e Comunicação

Como as instituições de ensino podem potencializar seus resultados através do
Inbound Marketing Educacional

Conseguir alunos durante o ano todo é uma tarefa desafiadora para as instituições de ensino. Sabendo disso e com o objetivo de facilitar o processo de captação de alunos, é importante buscar o engajamento do potencial aluno durante toda a sua jornada de compra, conduzindo-o à efetivação da matrícula.

Para isso, é essencial investir em ações capazes de contribuir para que as instituições consigam atingir bons resultados. Por meio do Inbound Marketing Educacional isso é possível!

O que é Inbound Marketing?

Em resumo, o Inbound Marketing ou Captação Passiva é um conjunto de técnicas que visam conquistar o interesse de potenciais alunos através de diversas ações de nutrição.

Portanto, o Inbound Marketing possui como propósito a nutrição saudável e orgânica do lead de modo que, muitas vezes, ele nem percebe que está sendo nutrido. Ou seja, é uma estratégia na qual a instituição se promove por meio de ações sutis, mas muito eficientes.

No âmbito educacional, o Inbound Marketing pode ser entendido como toda ação capaz de nutrir os leads e potenciais alunos que ainda não estão prontos para se inscreverem no processo seletivo da instituição.

Um exemplo de ação que pode ser realizada nesse processo é a produção de conteúdos relevantes, como artigos em blogs ou publicações em redes sociais.

Em síntese: no Inbound Marketing para educação, o potencial aluno vai até a instituição de forma orgânica. Por isso, o custo de captação é bem menor, pois é diluído e tem potencial de geração de leads ao longo do tempo.

Inbound Marketing Educacional: como ele auxilia as IEs na obtenção de melhores resultados?

Agora, vamos conhecer como o Inbound Marketing Educacional pode auxiliar as IEs a obterem melhores resultados.

Para isso, começaremos visualizando três formas eficientes de desenvolvê-lo:

  1. Marketing de Conteúdo Educacional

Um dos principais processos desenvolvidos pelo Inbound Marketing é o Marketing de Conteúdo adaptado para o cenário da educação.

Em suma, ele é o alicerce principal do Inbound. Além disso, ele pode ser utilizado em todas as etapas do Funil de Captação de Alunos.

O Marketing de Conteúdo também pode ser usado para nutrir os potenciais alunos ao enviá-los e-mails com assuntos relevantes em conjunto com os diferenciais da IE.

Logo, podemos dizer que a união entre Inbound e Marketing de Conteúdo gera bons resultados tanto na captação quanto na retenção de alunos.

2. SEO

Estar nas primeiras colocações dos mecanismos de busca é uma excelente estratégia. Ao fazer isso, é possível aumentar significativamente o número de visitantes do site institucional e, consequentemente, a conversão em leads.

No entanto, isso não é tão simples. Para alcançar os primeiros lugares no Google, é primordial praticar o Search Engine Optimization (SEO).

O SEO que, em português, significa Otimização para Mecanismos de Busca constitui-se em um conjunto de técnicas capazes de melhorar o posicionamento dos conteúdos nos resultados orgânicos.

Há muitas ferramentas que podem ser utilizadas para auxiliar a prática do SEO, dentre elas está o Google Analytics que é uma plataforma com a finalidade de coletar informações dos usuários e transformá-las em relatórios, permitindo, por exemplo, mensurar o volume de visitas, tempo de permanência e as conversões a fim de facilitar o seu controle.

3) Redes Sociais

Em síntese, as redes sociais são consideradas meios de divulgação dos conteúdos produzidos através do Marketing de Conteúdo Educacional.

Sabemos que as redes sociais fazem parte da rotina das pessoas e que a grande maioria dos potenciais alunos as utilizam diariamente. Dessa forma, esses canais favorecem o estabelecimento de um forte relacionamento interpessoal entre os potenciais alunos e a instituição mediante a interação e a praticidade de atendê-los prontamente.

Etapas do Inbound Marketing Educacional

O Inbound Marketing pode ser melhor compreendido se for visualizado como um processo dividido em 4 etapas sequenciais. Tais etapas são realizadas continuamente durante todo o processo de captação de alunos, a saber:

  • Atração

A primeira etapa do Inbound é a Atração. Essa etapa consiste, basicamente, em produzir conteúdos que agreguem valor para o potencial aluno. Esses conteúdos conseguirão ajudá-lo em seu processo de tomada de decisão.

Para isso, podem ser utilizadas, para a produção dos seus conteúdos, duas técnicas: o Copywriting e o Storytelling.

O Copywriting objetiva convencer o leitor por meio da produção de conteúdo persuasivo. E o Storytelling é a capacidade de contar uma história envolvendo o potencial aluno em um determinado assunto.

Outra dica importante é conhecer profundamente as personas da instituição, direcionando a produção de materiais de acordo com as suas dores e desejos e, assim, oferecendo o conteúdo certo, no momento certo.

  • Conversão

Após conseguir a atenção dos potenciais alunos, é necessário convertê-los em leads, fazendo com que eles avancem rapidamente em suas respectivas jornadas de compra.

Um exemplo prático para entender essa etapa é visualizar o site institucional como um canal de prospecção e vendas.

Do total de visitantes do seu website, quantos fizeram a inscrição em seu processo seletivo? Esse número representa a taxa de conversão do website.

  • Venda 

Depois de identificar os leads qualificados na conversão, o próximo passo é enviá-los para um fluxo de qualificação (nutrição). Fazendo isso, é possível extrair as melhores oportunidades para que o time comercial possa conduzi-las para o fundo do Funil de Captação de Alunos. Assim, é factível aumentar as chances deles se tornarem alunos ao finalizarem a etapa de captação.

Essa nutrição pode ser realizada de diversas maneiras, tais como: o envio de newsletter, publicação de blog posts e o envio de e-mails personalizados. Isso é muito importante para aumentar a conversão, já que, ao se cadastrar nas landing pages, certamente, o lead ainda possui dúvidas, permitindo que a IE as solucione e se torne referência para ele.

  • Encantamento

Nessa última etapa, o potencial aluno já se matriculou. Mas, como sabemos, também é preciso realizar ações estratégicas a fim de mantê-los na instituição de ensino. 

Por esse motivo, é imprescindível captar sem perder de vista a Gestão da Permanência. Por intermédio dela, a IE terá a estrutura necessária para que os alunos não evadam. Diante disso, o foco, nesse momento, deve ser reter, e reter com qualidade, buscando sempre encantar seus alunos.

 E, para isso, a instituição pode realizar ações simples que vão desde o cuidado e carinho em todo o relacionamento até a preocupação constante com a qualidade de ensino e o nível de aprendizagem de cada um dos alunos.

Desse modo, ao buscar encantar esses alunos, o Inbound Marketing Educacional fecha o seu ciclo de atividades. Sendo útil ao ajudar a aumentar o volume de leads a longo prazo e diminuir a taxa de evasão das IEs.

Braulio Vieira é  CEO da Rubeus.